COMUNICAÇÃO TURÍSTICA E MARKETING TURÍSTICO: O CASO DOS MEIOS DE HOSPEDAGEM EM LUIS CORREIA/PIAUÍ - BRASIL

Autores

  • André Riani Costa Perinotto
  • Thaiane Maria Torres Chaves
  • Adyelle Lima Veras
  • Leticia Maria Barbosa da Silva

Palavras-chave:

Luís Correia-Piauí, Tecnologias de comunicação, Marketing turístico

Resumo

Este artigo diagnosticou o uso das Tecnologias da Comunicação no marketing dos meios de hospedagem de Luís Correia, um dos municípios que compõem o Litoral do Piauí. Para esta análise aplicou-se questionários elaborados para averiguar a percepção dos responsáveis por estas organizações quanto a relevância desta temática. Em seguida como complementação dos procedimentos metodológicos fez-se mineração de dados por imersão na Internet. Verificou-se quais em empresas possuem perfis em redes sociais e páginas na web, se fazem uso de imagens fotográficas para divulgação da empresa e quais tipos de imagem, se possuem links ou integração com redes sociais dentre outras. Pontos relevantes em relação à atuação na web na realidade das empresas analisadas foram consideradas pouco exploradas. Houve certa dualidade entre o que foi colhido nos questionários e no que foi presenciado na web. A internet no setor de Turismo é um instrumento importante, principalmente no sentido de divulgar os destinos turísticos. Por isso é indispensável que se saiba adaptar-se a ela com as novas tecnologias da comunicação para saber revelar o destino de forma que consigam atrair mais visitantes.

Referências

Aguiar, M. F. & Mesquita, A. B. (2004). Evento – Ferramenta de marketing para o desenvolvimento de um destino turístico: Case Festival de Jazz e blues de Guaramiranga. X Encontro de iniciação à Pesquisa da UNIFOR. Alves, F. G., Costa, H. S. & Perinotto, A. R. C. (2017). Instagram como ferramenta para fidelização de clientes: Fotografia, Redes Sociais e Turismo. Marketing & Tourism Review, 2(2). Andrade, B. L. S., Mota, D., Ferreira, H. P. & Perinotto, A. R. C. (2018). As mídias sociais e os influenciadores digitais na promoção de destinos turísticos. Anais Brasileiros de Estudos Turísticos-ABET, 8(2), 32-42. Arruda, E. & Pimenta, D. (2006). Algumas reflexões sobre a internet e as estratégias comunicativas no marketing em turismo. Caderno virtual de turismo, 5(4).

Baldessar, S. A. (2017). Interação 360º: O papel das ferramentas de marketing na conversão de vendas. Retirado de: http://www.administradores.com.br/noticias/marketing/interacao-360-o-papel-das-ferramentas-de-marketing-na-conversao-de-vendas/116387/, em 15/01/2017.

Baptista, S. G. Cunha, M. B. (2007). Estudo de usuários: Visão global dos métodos de coleta de dados. Perspectivas em Ciência da Informação, 12 (2), 168-184.

Borges, M. (2013) Como o marketing digital pode ajudar destinos e empresas turísticas. Retirado de https://agentenoturismo.com.br/2013/05/22/como-o-marketing-digital-pode-ajudar-destinos-e-empresas-turisticas/, em 29/03/2017.

Calligaris, C. (2007). Reflexões sobre o conteúdo gerado pelo usuário. Retirado de https://webinsider.com.br/2007/03/08/reflexoes-sobre-o-conteudo-gerado-pelo-usuario/, em 25/05/2017. Cobra, M. (2009). Administração de marketing no Brasil. Elsevier Brasil. Cruz, V. L. L. D., Mota, K. M., Barbosa, V. S. & Perinotto, A. R. C. (2012). Redes sociais como estratégia de marketing turístico: O Facebook e a região norte do estado do Piauí-Brasil. Turismo y Desarrollo Local, (13). Cuadra, S. M. Morales, P. C. & Agüera, F. O. (2014). Reputación online, redes sociales y turismo. Un estudio de caso en Andalucía. TURyDES, 7(16). Dias, R. & Cassar, M. (2008). Fundamentos do marketing turístico. São Paulo: Pearson Prentice Hall.

Gonçalves, F. P. S., Silva, C. H. O., Silva, F. C. D., Xavier, W. S. & Tavares, B. (2008). O impacto das certificações de RSE sobre o comportamento de compra do consumidor. Encontro Nacional da Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Administração, 32. Guerra, A. C., Gosling, M. & de Freitas Coelho, M. (2014). Redes sociais: Um jornal on-line como fonte de informação especializada em turismo. Revista Brasileira de Pesquisa em Turismo, 8(3), 403-418.

Kotler, P. & Keller, K. L. (2006). Administração de marketing. São Paulo: Pearson Prentice Hall. Perinotto, A. R. C. (2013). Investigando a comunicação turística de Parnaíba/PI-Brasil: Internet e redes sociais, descrição e análise. TURyDES, 6(15). Perinotto, A. R. C., Veras, A. L., Chaves, T. M. T. & da Silva, L. M. B. (2018). Usos das tecnologias de comunicação nos meios de hospedagem e agências do município de Parnaíba/Piauí/Brasil. Revista Hospitalidade, 15(1), 1-23. Rigatto, S. C. (2007). A segmentação de mercado e a comunicação publicitária no turismo: o modelo de Plog em anúncios veiculados por revista especializada. X Congresso de Iniciação e Produção Científica. São Bernardo do Campo. A segmentação de Mercado e a Comunicação Publicitária. São Bernardo do Campo: Umesp.

Silva, R. S., Moreira, G. L., Pereira, M. M. & Perinotto, A. R. C. (2011). Promoção turística a partir do filme Sete anos no Tibete. Revista do Programa de Pós-Graduação em Turismo, 3(3), 68-81. Soares, J. R. R. (2011). A imagem dos destinos de turismo acadêmico. Congresso Virtual Brasileiro de Administração (CONVIBRA), 8.

Stoner, J. A. F. & Freeman, R. E. (1995). Administração. Rio de Janeiro: Prentence-Hall do Brasil. Thomaz, G. M. (2011). Inovação da promoção turística online do estado do Paraná. Universidade Federal do Paraná, 229.

Downloads

Publicado

2019-09-27

Como Citar

Perinotto, A. R. C., Chaves, T. M. T., Veras, A. L., & Silva, L. M. B. da. (2019). COMUNICAÇÃO TURÍSTICA E MARKETING TURÍSTICO: O CASO DOS MEIOS DE HOSPEDAGEM EM LUIS CORREIA/PIAUÍ - BRASIL. Tourism and Hospitality International Journal, 13(1). Obtido de https://thijournal.isce.pt/index.php/THIJ/article/view/246